Olhares 2016

O FESTIVAL

De 29 de Setembro a 2 de Outubro

O festival Olhares do Mediterrâneo – Cinema no feminino esteve de volta, de 29 de Setembro a 2 de Outubro, no Cinema São Jorge. O evento promoveu a exibição de filmes oriundos da bacia mediterrânica e pretende divulgar o papel da mulher na produção cinematográfica. Nesta edição apresentou-se uma programação composta por 33 filmes, debates, workshops, performances e uma exposição.

Durante 4 dias, foram exibidas 9 longas e 24 curtas-metragens, oriundas de 18 países, nomeadamente Albânia, Croácia, Egipto, Espanha, França, Grécia, Israel, Itália, Líbano, Marrocos, Portugal, Turquia, entre outros. O Festival apresentou um panorama diversificado de géneros cinematográficos, nomeadamente documentário, ficção, animação e experimental, existindo 20 estreias nacionais e 2 estreias mundiais. Alguns dos filmes programados contaram com a presença de elementos das equipas criativas na sessão.

Neste quadro, o Festival desenvolveu, pela primeira vez, o ciclo especial Travessias. Esta secção, dedicada ao tema dos refugiados e migrações forçadas, foi composta por 8 filmes, 4 debates, acolhimento da ONG SOS Méditerranée France, que resgata pessoas neste mar, e uma exposição fotográfica “Olhares que nos habitam”, construída através do olhar de um grupo de mulheres refugiadas em Portugal.

A par do cinema, existiu uma programação paralela diversificada, composta por: workshop de culinária Nem Acredito que É Saudável, com Sara Oliveira; atelier de cinema Olhares em Pequenino, com Maria Remédio; oficina Falsos Amigos, pelo Instituto Cervantes; cerimónia de chá, promovida pela Embaixada de Marrocos; concerto com Coro Feminino de Lisboa; conferência As pessoas no Mediterrâneo; e mercado de livros, artesanato e sabores.

CARTAZ OLHARES 2016_cut

Facebook | Vimeo

O Festival Olhares do Mediterrâneo é um projecto conjunto do Grupo Olhares do Mediterrâneo e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA).CRIA_White