Os Olhares em… PALMELA

OLHARES do MEDITERRÂNEO
– WOMEN’S FILM FESTIVAL

23 a 25 Julho
Auditório Municipal de Pinhal Novo

Neste ano de 2021, retomamos com energia a programação dos Olhares do Mediterrâneo. Depois de sete edições e várias exibições, programámos uma extensão com uma eclética combinação de filmes de edições passadas. Assim, trazemos ao público do concelho de Palmela filmes feitos por mulheres de países do Mediterrâneo, que demonstram a vitalidade do trabalho destas cineastas, cuja obra versa uma grande transversalidade de temas, espelho da nossa habitual programação. Esperamos deixar-vos o gostinho para a nossa 8ª edição!

P   R   O   G   R   A   M   A   Ç   Ã   O
Consulte A Q U I o programa em PDF
Sexta, 23 Julho

20h30 [curta+longa]

MONDAY
Laura Carreira
Portugal / Reino Unido | ficção | 2016 | 11′

Todas as manhãs Ileana conduz para a fábrica de cortiça no norte de Portugal, onde trabalhou nos últimos dezassete anos. O filme retrata outra viagem de rotina, entre casa e o trabalho, que partilha com o seu marido e filho. Observando a austera e cíclica rotina da família, Monday transporta para o cotidiano vivido por pessoas reais para explorarem e questionarem o impacto pessoal do trabalho no indivíduo.

I AM THE REVOLUTION
Benedetta Argentieri
Itália / EUA / Iraque / Síria / Afeganistão | documentário | 2018 | 74′
Sessão com a presença da directora do Festival

“I Am the Revolution” conta a história de três mulheres revolucionárias do Médio Oriente, que dirigem a luta pela liberdade e igualdade de género. A ativista política Selay Ghaffar é uma das pessoas mais perseguidas no mundo pelos taliban; Rodja Felat é comandante do Exército Democrático Sírio; Yanar Mohammed foi considerada pela BBC, em 2018, uma das 100 mulheres mais influentes do mundo.

Sábado, 24 Julho

16h [curta+longa]

TEUS BRAÇOS, MINHAS ONDAS
Débora Gonçalves
Portugal | ficção | 2019 | 11′

Um casal, uma mulher e um homem, unidos pelo seu amor, pelos anos passados juntos, pela luta extenuante contra as dificuldades económicas. Sem ter mais nada que dar, ou que fazer, dão-se um ao outro, para dentro um do outro.

WHEN THE APRICOTS BLOOM
Tal Michael
Israel / França | documentário | 2019 | 73′

Pouco depois da morte dos seus tios, Didier Frenkel encontra um tesouro: um arquivo antigo do Egipto, com MishMish Effendi, o Rato Mickey Árabe. Didier começa a restaurar os filmes e revela a história desses pioneiros da animação árabe. Surpreendentemente, a mãe de Didier opõe-se vigorosamente ao projecto.

21h [curta+longa]

CINDY
Shemer Gaon Baraba
Israel | ficção | 2019 | 16′

Navit, uma maria-rapaz adolescente da quinta de gado leiteiro de uma aldeia no sul de Israel vai de carro com o pai, Victor, vender a vaca Cindy a um comerciante de carne árabe. À medida que o dia passa, Navit compreende que o pai pode não valorizar como ela pensava a sua capacidade como criadora de gado.

EVA WISHES
Lisa Diaz
França | ficção | 2020 | 56′

Eva mora sozinha. Não está apaixonada, mas quer um filho. Talvez ela não tenha já muito tempo. O ginecologista disse-lhe que só lhe restavam doze óvulos. O relógio começa a contar. Mas o instinto dela é forte, embora esteja um pouco confusa e o seu plano de batalha não seja muito preciso.

Domingo, 25 Julho

16h
Sessão de Curtas Metragens para Miúdas e Miúdos
Entrada livre

The First Step
Petra Kožar
Croácia | animação | 2019 | 10′

Plupko é uma pequena criatura a viver numa grande árvore numa floresta. Sonha com a aventura no grande mundo, mas nunca deixou a sua árvore. Um dia, Plupko decide pela primeira vez descer ao solo, mas a tarefa afigura-se mais difícil do que ele esperava. A sua própria sombra e o espírito dos seus medos perseguem-no de volta à árvore. Mas uma noite, uma estrelinha vem ajudá-lo e Plupko, encorajado, finalmente desce para o chão e para o mundo.


Claudete e o Bolo
Fádhia Salomão
Brasil / Portugal | animação | 2020 | 5′

Ela adora fazer bolos e fá-los com verdadeira paixão, essa é Claudete. Os seus bolos são apreciados por todos e isso agrada-lhe, mas quando fica assoberbada por uma procura excessiva, Claudete terá de passar à acção.

Boriya
Min Sung Ah
França / Coreia do Sul | animação | 2019 | 17′

Boriya, uma menina de 7 anos, aborrece-se na rotina da vida diária do campo. Adoraria brincar com alguém, mas todos têm que fazer. Sozinha, debaixo da ponte do rio, ela irá compreender que a vida nem sempre é o que ela pensava que fosse.

The Stained Club
Alice Jaunet, Béatrice Viguier, Chan Stéphie Peang, Marie Ciesielski, Mélanie Lopez e Simon Boucly
França | animação 3D | 2018 | 7′

Finn tem manchas na pele. Certo dia, encontra um grupo de miúdos fixes com manchas diferentes no corpo. E inesperadamente, ele compreende que essas manchas não são apenas bonitas.

o28
Otalia Caussé, Geoffroy Collin, Louise Grardel, Antoine Marchand, Robin Merle e Fabien Meyran
França | animação | 2019 | 5′

Um casal alemão está prestes a entrar, em Lisboa, no lendário eléctrico 28, mas que fazer quando os travões rebentam e embarcamos numa corrida vertiginosa… com um bebé a bordo?

17h30 [curtas+longa]
GAS STATION
Olga Torrico
Itália | ficção | 2020 | 10′

Alice trabalha numa estação de serviço. Já não toca e enterrou fundo o seu ardor pela música. Num abafado dia de Verão, o seu velho professor de música aparece. E Alice começa a pensar se não terá estado afastada demasiado tempo daquilo que a fazia correr.

SONDER  Menção Especial COMEÇAR A OLHAR | 7ª edição dos Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival, 2020
Ana Monteiro
Portugal, Polónia | documentário | 2020 | 10’

Sonder é uma experiência social na forma de uma curta-metragem que pretende mostrar fragmentos da rotina de diferentes jovens que coexistem na mesma cidade, Varsóvia. Do amanhecer ao entardecer, temos vislumbres de caminhos muito diferentes que a vida pode tomar. Procuramos, e por vezes encontramos, a diversidade e o encanto que uma cidade pode ocultar dentro de si e à sua superfície.

VIA SAN CIPRIANO • Prémio Júri MELHOR FILME | 6ª edição dos Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival, 2019
Lea Schlude
Itália / Alemanha | doc | 2019 | 67’

Num dia de Verão, a realizadora visita a sua avó Emilia e os três irmãos desta, na casa de família, em Roma. Após a morte dos seus respectivos parceiros, os quatro irmãos ficaram sozinhos uns com os outros: um filme sobre o envelhecimento, a solidão e sobre viver a vida com gosto.

 

 

Auditório Municipal de Pinhal Novo
Praça da Independência
2955-120 Pinhal Novo
GPS: N38° 37′ 51,389” | W8° 54′ 45,553”
Bilhetes: 2,16€ (a sessão de curtas-metragens para miúdas e miúdo tem entrada livre)

 

UMA ORGANIZAÇÃO