Prémios | Awards OLHARES DO MEDITERRÂNEO 2019

Prémios do Júri Jury Awards

COMPETIÇÃO GERAL MAIN COMPETITION

MELHOR LONGA BEST FEATURE

Via San Cipriano | San Cipriano Road
Lea Schlude (Itália)
Itália, Alemanha | doc | 2019 | 67’

Mensagem do Júri
Pela elegância com que trata o percurso de 3 irmãs e 1 irmão, a dignidade com que olha para o envelhecimento, pela forma como trabalha a memória sem nostalgia e sem tornar o passado mais importante que o presente, pela capacidade de tocar temas sensíveis sem perder a tom empático, pela segurança com que trabalha os espaços, a casa e os objectos apesar de se tratar de uma primeira obra o Prémio da Competição Geral de Longas-Metragens do festival olhares do Mediterrâneo vai para VIA SAN CIPRIANO de Lea Schlude.
For the elegance with which it portrays the path of 3 sisters and 1 brother, the dignity with which looks at ageing, for the way it works memory without nostalgia and without making the past seem more important than the present, for its ability of touching sensitive issues without loosing an empathic tone, for the strength with which works spaces, the house and objects taking into account it’s a first feature film, the main competition prize for best long feature film of Olhares do Mediterrâneo Festival goes to VIA SAN CIPRIANO by Lea Schlude.

MENÇÃO ESPECIAL LONGAS SPECIAL MENTION FEATURE

Puta Mina | Damn Mine
Colectivo Puta Mina
Espanha | doc | 2018 | 59’

Mensagem do Júri
Pela força, coerência e abordagem a uma temática que costuma ser vista do ponto de vista masculino e que aqui nos é dada pelo olhar feminino, revelando que as mulheres dos mineiros são também feitas de força e luta o júri decidiu atribuir uma menção honrosa ao filme PUTA MINA do colectivo PUTA MINA
For its strength, coherence and tackling an issue that it’s usually seen through a masculine point of view, and that here is given through a feminine gaze, showing how miner’s wives are also made of strength and struggle, the jury decided to give a special mention to the film PUTA MINA by the PUTA MINA collective.  

MELHOR CURTA BEST SHORT

Oportunidade para (re)ver este filme You can see this film at
Shortcutz Cascais SMUP, 14 NOV, 21h30. Entrada livre na medida dos lugares disponíveis. Free entry within available seats. Film subtitled in English. EVENTO

Black Mamba
Amel Guellaty
Tunísia | fic | 2017 | 20’

Mensagem do Júri
Decidimos atribuir o Prémio de Melhor Curta-Metragem do Olhares do Mediterrâneo 2019, ao filme que nos atingiu como um murro no estômago. Acertou-nos em cheio a cinematografia cuidada, a pungente interpretação da protagonista e sobretudo a história surpreendente feita de coragem e determinação. Marcou-nos a luta desigual de uma mulher lutadora contra as convenções sociais numa cultura fechada e discriminatória. E tudo isto, sem perder de vista uma mensagem relevante: apesar de todas as adversidades, com força interior, é possível escapar a um futuro predeterminado e tomar nas nossas mãos o próprio destino.
We decided to award the 2019 Best Mediterranean Short Film Award to the movie that hit us like a punch in the stomach. The careful cinematography, the poignant interpretation of the protagonist, and above all the surprising story made of courage and determination, hit us hard. It marked the unequal struggle of a woman fighting against social conventions in a closed and discriminatory culture. And all this, without losing sight of a relevant message: despite all adversity, with inner strength, it is possible to escape a predetermined future and take our own destiny into our hands. 

MENÇÃO ESPECIAL SPECIAL MENTION

Non è Amore Questo 
Teresa Sala
Itália | doc-fic | 2018 | 33’

Mensagem do Júri
Pela forma como se interligam as linguagens ficcionais e documentais, pela beleza poética com que a nudez da alma da personagem e os seus desejos mais íntimos são retratados e apresentados ao espectador e pela importância do tema tratado, a Menção Honrosa da Competição Geral de Curtas metragens do Olhares do Mediterrâneo 2019 vai para Non è Amore Questo, de Teresa Sala | Itália.
By the way fictional and documentary languages are intertwined, by the poetic beauty with which the character’s soul nudity and intimate desires are portrayed and presented to the viewer and by the importance of the subject matter, the Honorable Mention of the General Short Film Competition do Olhares do Mediterráneo 2019 goes to Non è Amore Questo by Teresa Sala | Italy

TRAVESSIAS

MELHOR FILME BEST FILM

Oportunidade para ver este filme You can see this film at
Casa da Achada, 7 NOV, 18h30. Entrada livre na medida dos lugares disponíveis. Free entry within available seats. Film subtitled in English. EVENTO

Strange Fish
Giulia Bertoluzzi
Itália | doc | 2018 | 55’

Mensagem do Júri
O júri atribuiu o Prémio Travessias ao filme Strange Fish de Giulia
Bertoluzzi, pela forma tocante e de grande sensibilidade como exalta os
valores da generosidade, solidariedade e dignidade humanas através da
atuação de pescadores de uma cidade costeira na Tunísia no resgate de
emigrantes no Mediterrâneo. Particularmente marcante é a forma como o
filme nos mostra o lidar quotidiano com as consequências dramáticas
destes inúmeros naufrágios.

The jury awarded the Crossings Award to Giulia Bertoluzzi’s Strange Fish, for the touching and highly sensitive way it magnifies the values of human generosity, solidarity and dignity of the work of fishermen from a coastal city in Tunisia in the rescue of migrants in the Mediterranean. Particularly striking is the way the film shows us their everyday concerns with the dramatic human consequences of the countless shipwrecks that have already taken place.

MENÇÃO ESPECIAL SPECIAL MENTION

Paradise Without People
Francesca Trianni
Grécia, Estónia, Alemanha | doc | 2018 | 80’

Mensagem do Júri
O júri decidiu atribuir uma menção honrosa ao filme Paradise Without
People de Francesca Trianni pela sua consistência cinematográfica e pela profundidade no acompanhamento de duas famílias Sírias nas suas dificuldades e contradições no difícil processo de busca de asilo na Europa.

The Jury awarded a Crossings Honourable Mention to the film Paradise Without People by Francesca Trianni for its cinematic consistency and depth in accompanying two Syrian families in their struggles and contradictions in the difficult asylum-seeking process in Europe.

MENÇÃO ESPECIAL SPECIAL MENTION

Shadow
Zeina Qahwaji (Síria Syria)
Bélgica | doc | 2017 | 20’

Mensagem do Júri
O júri decidiu atribuir uma menção honrosa ao foto-filme Shadow, de Zeinah Alqahwaji, pela beleza formal com que reflecte sobre a adaptação de refugiadas sírias e as suas frágeis possibilidades de emancipação em contextos multiculturais.
The Jury awarded a Crossings Honourable Mention to the film Shadow, by Zeinah Alqahwaji, for the formal beauty through which it reflects on the adaptation of Syrian women seeking refugee in Europe and their fragile possibilities of emancipation in multicultural contexts.

COMEÇAR A OLHAR

MELHOR FILME BEST FILM

Family in Exile
Fatima Matousse (Marrocos Morocco)
EUA | doc | 2018 | 15’

Mensagem do Júri
Excelente documentário; muito intimista, revelador de aspectos que só a condição da realizadora (como mulher e filha) poderia permitir. Um filme sobre a condição de ser mulher em Marrocos, que nos mostra aspectos sociais correntes que nos remetem para diferentes formas de dominação, mas que ainda assim é capaz de resgatar, numa resignação (não) silenciada, o humor e a sensibilidade que permitem a muitas mulheres a sua sobrevivência.
Uma história pessoal, um retrato de família feito com coragem e sem concessões num registo observacional que nos traz igualmente a voz da sua mãe e avó em declarações de muita força para um pai ‘tirano’.
An excellent documentary; very intimate, revealing aspects that only the condition of the director (as woman and daughter) could allow. A film about the condition of being a woman in Morocco, which shows us current social aspects that lead us to different forms of domination. However, it is capable of rescuing, in a (non) silenced resignation, the humour and the sensitivity that allows many women to survive.
A personal story, a courageous and uncompromising family portrait in an observational record that also brings us the voice of his mother and grandmother in very strong statements to a “tyrant” father.

MENÇÃO ESPECIAL SPECIAL MENTION

Oportunidade para (re)ver este filme You can see this film at
Shortcutz Cascais SMUP, 14 NOV, 21h30. Entrada livre na medida dos lugares disponíveis. Free entry within available seats. Film subtitled in English. EVENTO

Ella, Muerta de Frío. Yo, Callada Hasta los Huesos
Elena Tara
Espanha | fic | 2019 | 13’

Mensagem do Júri
Um muito bom trabalho de actrizes. Boa cinematografia e um bom ritmo para uma curta metragem. Uma estória muito bem contada que permite ao espectador entrar no universo “fechado e inescapável” daquelas duas personagens incapazes de mudar as suas vidas. Mãe e filha lutam entre si, por nada e sem nada, num drama de angústias e de incompreensões pelo que lhes acontece. Notável a forma como a realizadora em 13 minutos nos faz ‘entrar nas ‘vidas psíquicas e materiais’ destas duas mulheres.
A very good performance of the two actresses. Good cinematography and a good pace for a short film. A beautifully told story that allows the viewer to enter the “closed and inescapable” universe of those two characters unable to change their lives. Mother and daughter fight for nothing and with nothing in a drama of anguishes and misunderstandings for what happens to them. Noteworthy the way the director in 13 minutes gets us into the “psychic and material lives” of these two women.

MENÇÃO ESPECIAL SPECIAL MENTION

Shadow
Zeina Qahwaji (Síria Syria)
Bélgica | doc | 2017 | 20’

Mensagem do Júri
O Júri Começar a Olhar gostaria de atribuir uma menção honrosa a um filme que pela sua originalidade formal nos dá a conhecer de forma sensível uma dimensão mais íntima dos refugiados e que habitualmente não é conhecida. Gostaríamos assim de destacar o trabalho de imagem e som do filme Shadow da realizadora síria Zeina Qahwaji.
The Jury Começar a Olhar gives an honourable mention to a film that by its formal originality makes one aware of a more intimate dimension of the refugees and one which is not usually known. We would like to point out the image and sound work of this film, Shadow, by Syrian director Zeina Qahwaji.

Prémios do Público Audience Award

MELHOR LONGA BEST FEATURE

Strange Fish
Giulia Bertoluzzi
Itália | doc | 2018 | 55’

 

 

 

 

 

MELHOR CURTA BEST SHORT

Nudar
Rand Beiruty (Jordânia Jordan)
Alemanha | doc | 2018 | 20’